EUA criticam tensão no Mar do Sul da China

O Secretário de Estado dos EUA, John Kerry, disse que os EUA e outras nações estão profundamente preocupadas com as ações "agressivas" da China no Mar do Sul da China.

AE, Agência Estado

12 Maio 2014 | 23h25

A China e o Vietnã protagonizam um tenso impasse desde que os chineses posicionaram uma sonda de perfuração para a exploração de petróleo em águas de disputa internacional em primeiro de maio. Os dois lados acusam um ao outro de colidirem navios de propósito, sendo que o Vietnã publicou um vídeo com navios chineses avançando sobre as embarcações vietnamitas.

"Nós queremos ver um código de conduta criado; nós queremos ver isso resolvido pacificamente pela Lei do Mar, pela arbitragem, por qualquer outro meio, mas não pela confrontação direta e pelas ações agressivas", disse Kerry, antes de um encontro no Departamento de Estado com o ministro de Relações Exteriores de Cingapura, K. Shanmugam.

Shanmugam ecoou o desejo de Kerry para que as nações do sudeste asiático e a China concordem com um código de conduta para o Mar do Sul da China. Esse seria um modo de gerenciar as disputas territoriais que envolvem os chineses e cinco outras nações.

Os EUA dizem que não têm uma posição oficial sobre as disputas na região, mas ressaltam o interesse em um comércio aberto e na navegação no Mar do Sul da China, que é atravessado por uma série de movimentadas rotas marítimas. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Eua china disputas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.