EUA criticam votos contra Repórteres Sem Fronteiras

Os Estados Unidos criticaram neste sábado a suspensão aprovada pela ONU, por um ano, da organização não governamental (ong) Repórteres Sem Fronteiras (RSF), após uma queixa apresentada por Cuba. O Brasil foi um dos países que votou pela suspensão da entidade. "É irônico que a expressão livre de uma ong que representa uma profissão consagrada à livre transmissão de ideias possa ser atacada pela sua crítica pacífica, graças a um representante de um governo ditatorial no organismo da ONU", afirmou a porta-voz do departamento de Estado, Tara Rigler. Em março passado, os Repórteres Sem Fronteiras protestaram contra a Líbia durante uma reunião da comissão dos direitos humanos da ONU. A ong foi suspensa em uma votação, em Genebra, do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas, com a 27 votos a favor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.