"EUA dão tratamento humano para presos", afirma Rumsfeld

O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Donald Rumsfeld, afirmou nesta terça-feira que os EUA dão um tratamento "humano" para os presos estrangeiros que estão detidos na base naval de Guantánamo, em Cuba, conforme estabelece a Convenção de Geneva. Os presos, na maioria suspeitos de pertencer à rede terrorista Al Qaeda, foram transportados para Guantánamo após serem capturados no Afeganistão. Eles recebem um tratamento "correto, humano, adequado e de acordo com as normas estabelecidas pelas convenções internacionais", declarou Rumsfeld. Rumsfeld disse que os EUA não decidiram ainda se os detidos deverão ser tratados como prisioneiros de guerra, e, por enquanto, classifica-os como detidos no campo de batalha. O secretário de Defesa afirmou que a Convenção de Genebra estipula que os "combatentes ilegais" sejam tratados humanamente. "Nenhum detido foi machucado. Nenhum deles foi mal tratado", disse o secretário de Defesa. Leia o especial

Agencia Estado,

22 Janeiro 2002 | 19h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.