EUA declaram apoio total ao presidente do Iraque

O Departamento de Estado norte-americano declarou que os Estados Unidos "apoiam plenamente" o novo presidente do Iraque, Fouad Massoum, poucas horas depois de o primeiro-ministro do país, Nouri al-Maliki, acusá-lo de violar a constituição.

AE, Estadão Conteúdo

10 de agosto de 2014 | 23h01

A porta-voz do Departamento de Estado, Jen Psaki, disse ainda que os EUA rejeitam quaisquer esforços de coerção ou manipulação no processo de escolha do novo premiê iraquiano.

Al-Maliki, cuja coalizão ganhou a maioria dos assentos nas eleições de abril, está acusando o novo presidente de negligência para nomear um primeiro-ministro do maior bloco parlamentar do país até o prazo deste domingo. Ele disse que o presidente violou a constituição "pelo bem de objetivos políticos".

O premiê fez essa polêmica declaração em um discurso surpresa na noite de domingo, lançando o governo a uma crise política, no momento em que este enfrenta o avanço de militantes do grupo Estado Islâmico (anteriormente chamado de Estado Islâmico do Iraque e do Levante, EIIL).

Psaki declarou também que os EUA apoiam o processo para escolha de um primeiro-ministro "através da construção de um consenso nacional". Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IRAQUECRISE POLÍTICAEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.