EUA: democratas rechaçam sanções à Venezuela

Legisladores do Partido Democrata expressaram nesta terça-feira sua oposição aos planos de aplicação de sanções unilaterais dos Estados Unidos contra a Venezuela, antes de uma votação sobre o tema na Câmara dos Representantes, marcada para esta quarta-feira.

AE, Agência Estado

27 Maio 2014 | 17h57

O projeto de lei busca ordenar que o governo de Barack Obama liste uma série de funcionários do governo da Venezuela que são suspeitos de terem violado direitos humanos, causando o congelamento de seus ativos e a proibição de ingresso dessas pessoas nos Estados Unidos.

A Comissão de Relações Exteriores da Câmara e do Senado já aprovaram esmagadoramente a iniciativa.

Alguns funcionários do governo de Obama se opõe ao projeto. Eles alegam que as sanções poderiam minar os esforços de mediação na Venezuela e também desgastariam as relações entre os Estados Unidos e vários governos latino-americanos.

Os democratas, um total de 14, encabeçados pelo representante por Michigan John Conyers, escreveram uma carta destinada à Obama nesta terça-feira, em apoio ao seu governo. Também pediram que os EUA e a Venezuela abram novamente suas embaixadas após uma interrupção de quatro anos.

A Venezuela tem vivido distúrbios violentos há vários meses. Desde fevereiro, 42 pessoas morreram em protestos. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EUAVenezuelaSanções

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.