EUA: Departamento de Justiça investigará Receita

O secretário de Justiça dos Estados Unidos, Eric Holder, anunciou nesta terça-feira a abertura de uma investigação sobre o escrutínio mais rigoroso da Receita norte-americana, conhecida pelas iniciais IRS, sobre as declarações de renda de grupos conservadores antes das eleições do ano passado no país.

AE, Agência Estado

14 de maio de 2013 | 21h50

Em entrevista coletiva concedida hoje em Washington, Holder disse que a atuação da agência no caso causa "indignação" e é "inaceitável".

A abertura da investigação pelo Departamento de Justiça ocorre depois de diversas comissões parlamentares norte-americanas terem convocado para os próximos dias audiências para analisar o caso.

Com a investigação, o governo norte-americano tenta se antecipar a seus adversários na reação a mais um de uma série de escândalos políticos recentes nos EUA.

Na sexta-feira, a Receita Federal norte-americana se desculpou por realizar avaliações mais profundas e detalhadas de membros do Tea Party e de outros grupos conservadores na campanha eleitoral de 2012, mas alegou que suas ações não tiveram motivação política.

Ontem, o presidente dos EUA, Barack Obama, declarou-se "indignado" com o caso e assegurou que, se algum funcionário da Receita mirou em grupos com base em suas inclinações políticas, ele será "inteiramente responsabilizado" por suas ações. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAReceitaescândaloIRS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.