EUA desbaratam rede de tráfico via Internet

A DEA, agência federal americana dedicada a combater o tráfico de drogas, desmantelou uma rede virtual de distribuição de substâncias conhecidas como as ?drogas do estupro?, porque têm efeito anestésico e relaxante e são usadas para ?preparar? mulheres durante encontros casuais e festas. Quatro organizações foram descobertas nos EUA e no Canadá, e 115 pessoas foram presas, em 84 cidades americanas e em Quebec.A operação visou às operações de venda pela Internet de três drogas muito difundidas em festas ?rave? e em clubes particulares dos Estados Unidos. Uma delas é o GHB, que misturado ao álcool pode induzir à perda de memória. As outras são o GBL e o BD, derivados com efeitos semelhantes.O GHB é promovido pelos traficantes como ?alternativa ao álcool?, por produzir efeitos semelhantes sem deixar rastros químicos que possam ser detectados nos exames corriqueiros de embriaguez.Segundo o diretor da DEA, Asa Hutchsinson, disse que ?as forças da lei destruíram o segredo que sustenta os traficantes eletrônicos?.O tráfico de GHB pela Internet foi denunciado, no início do mês, em reportagem publicado por O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.