Efe
Efe

EUA descobrem túnel do tráfico na fronteira

Autoridades americanas apreenderam 14 toneladas de maconha em ação com Exército mexicano; passagem era controlada pelo cartel de Sinaloa

SAN DIEGO, EUA, O Estado de S.Paulo

18 de novembro de 2011 | 03h07

SAN DIEGO - Uma operação conjunta de autoridades americanas e mexicanas apreendeu, na quarta-feira, 17 toneladas de maconha em um túnel sob a fronteira dos dois países. A droga era levada de Tijuana, no México, para San Diego, nos EUA.

A polícia de imigração e aduanas dos EUA, com o auxílio da agência antidrogas (DEA), encontrou nove toneladas em um depósito de San Diego, de onde sai o túnel para um estabelecimento similar em Tijuana, onde foram apreendidas outras oito toneladas pelo Exército mexicano.

A passagem tem 400 metros de comprimento, 1,2 metro de altura e 90 centímetros de largura. Dois suspeitos, vistos saindo do depósito, foram presos do lado americano. Eles foram identificados como Cesar Beltrán e Ruben Gomez, serão indiciados por conspiração para tráfico de drogas e podem ser condenados à prisão perpétua. A maconha era embalada em caixas de cerveja e refrigerante, que tinham o símbolo do Capitão América.

"O fato de ser o terceiro túnel sofisticado encontrado na fronteira em menos de um ano mostra que nada deterá os cartéis na tentativa de trazer drogas para os EUA", disse o agente especial William Sherman. "A apreensão da maconha e a destruição do túnel causarão graves prejuízos aos traficantes." Segundo autoridades mexicanas, o túnel era operado pelo cartel de Sinaloa, chefiado por Joaquín "El Chapo" Guzmán, homem mais procurado do país. Desde outubro de 2008, mais de 70 túneis foram encontrados na fronteira. A maior parte na Califórnia e no Arizona. / AP e REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
NarcotráficofronteiraMéxicoEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.