EUA desistem de enviar mais tropas para o Iraque

O Pentágono desistiu da ideia de enviar uma brigada de 3,5 mil membros para o Iraque, o que pode acelerar o processo de retirada dos soldados do país e liberar forças para envio ao Afeganistão, como quer o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

AE-AP, Agencia Estado

17 de outubro de 2009 | 16h23

A primeira Brigada de Infantaria de Combate da 10ª Divisão de Montanha, situada em Fort Drum, Nova York, embarcaria para o Iraque em janeiro. Com a desistência, a brigada volta a integrar as forças disponíveis do Exército.

Em nota oficial, o Departamento de Defesa informou que a decisão foi baseada "em uma avaliação completa da atmosfera de segurança no Iraque" e reflete a "habilidade das Forças de Segurança do Iraque em proteger as instituições e cidadãos iraquianos".

O comandante dos Estados Unidos e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) no Afeganistão, general Stanley McChrystal, recomendou o envio de 10 mil a 80 mil soldados para a guerra no Afeganistão. As forças não seriam enviadas até o início do ano que vem e ainda não está claro como se daria o processo.

O presidente dos EUA, Barack Obama, declarou que tomará uma decisão sobre o envio de mais tropas nas próximas semanas.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAIraqueguerratropas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.