Reuters
Reuters

EUA desmentem artigo que contesta versão da morte de Bin Laden

Porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, diz que o texto do jornalista Seymour Hersh no 'London Review of Books' está cheio de inexatidões e falsidades

Estadão Conteúdo

11 de maio de 2015 | 19h37

A Casa Branca desmentiu um artigo que afirma que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, enganou o público em relação à morte de Osama bin Laden.

O porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, disse que o texto do jornalista Seymour Hersh no London Review of Books está cheio de inexatidões e falsidades.

Segundo Hersh, Bin Laden foi secretamente mantido como prisioneiro pelos paquistaneses, que teriam ajudado os EUA a encenar um ataque. O jornalista atribui a informação a um general aposentado do serviço secreto do Paquistão e a várias fontes não identificadas nos EUA e no Paquistão.

Segundo o governo americano, os paquistaneses não souberam com antecedência sobre o ataque. /AP

Tudo o que sabemos sobre:
EUAOsama Bin Laden

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.