EUA detêm chefes da Guarda Republicana no Iraque

Tropas americanas identificaram nesta quarta-feira entre os elementos leais a Saddam Hussein que detiveram dois importantes membros da Guarda Republicana do deposto ditador e um tesoureiro de sua milícia de fedayins. Ainda hoje, um soldado americano morreu e outro ficou ferido quando seu comboio ativou um bomba ao passar por uma estrada a 25 km ao sul de Tikrit, a cidade natal de Saddam, disse o Exército. As vítimas iam a bordo de um blindado, o segundo de um conboio de quatro veículos, disse a major Josslyn Aberle, pporta-voz da 4ª Divisão de Infantaria. O Exército também informou ter matado dois iraquianos em incidentes ocorridos na região de Baquba, a 70 km a nordeste de Bagdá. Aberle disse que ambos foram mortos após abrirem fogo contra tropas americanas, sem dar detalhes. Oficiais da 4ª Divisão de Infantaria disseram ter libertado 10 homens detidos em ações nos arredores de Tikrit na terça-feira, mantendo outros quatro sob custódia. O Exército ainda não divulgou os nomes dos detidos, mas disse que entre os quatro estão um chefe de pessoal da Guarda Republicana, um comandante de divisão e um tesoureiro dos fedayin.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.