EUA devem elevar ajuda à América Central contra drogas

O governo do presidente Barack Obama prometeu aumentar a ajuda de segurança para a América Central para quase US$ 300 milhões neste ano. O dinheiro deve ajudar países da região a impedir a expansão de atividades de poderosos cartéis de drogas.

AE, Agência Estado

22 de junho de 2011 | 19h19

A secretária de Estado norte-americana Hillary Clinton anunciou os novos recursos durante uma reunião com 12 países na Guatemala. Parte do dinheiro já foi distribuído ou está sendo realocada em outros programas. O valor total representa um aumento de mais de 10% em relação à ajuda enviada no ano passado, que foi de US$ 260 milhões.

No total, os doadores da conferência prometeram quase US$ 1 bilhão. Os anos de repressão norte-americana contra as drogas no México e na Colômbia empurraram os traficantes para os países da América Central. O problema cresceu quase sem controle em uma região assolada pela corrupção, pela pobreza e onde as forças policiais carecem de recursos. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
drogastráficoEUAAmérica Central

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.