EUA devem pressionar Israel a negociar, afirma Jordânia

Para rei Abdullah II, comunidade internacional deve assumir sua responsabilidade

Agencia Estado

18 Junho 2007 | 09h47

O rei Abdullah II da Jordânia pediu à secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, que pressione o primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, a retomar as negociações de paz com os palestinos.Segundo um comunicado da Casa Real jordaniana, Abdullah II fez o pedido aos EUA durante uma conversa telefônica com Rice na noite de sábado.Sobre a visita de Olmert a Washington, o rei considerou que a Administração americana "deve dobrar esforços para que os israelenses e os palestinos voltem à mesa de negociações", segundo a nota.Durante a conversa com Rice, Abdullah II tratou dos últimos fatos no Oriente Médio, especialmente dos combates entre palestinos na Faixa de Gaza.O rei da Jordânia pediu à comunidade internacional que "assuma sua responsabilidade e que se movimente para oferecer todo tipo de ajuda ao povo palestino para que possa enfrentar as difíceis circunstâncias nas quais se encontra".Tanto os EUA quanto a União Européia suspenderam a ajuda econômica ao governo palestino após o Hamas assumir a chefia do gabinete, com a vitória nas eleições parlamentares em janeiro de 2006.

Mais conteúdo sobre:
palestinoHamasFatahJordâniaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.