EUA devolvem a Damasco guardas sírios feridos em confronto

Os EUA devolveram cinco guardas fronteiriços sírios feridos e detidos pelas forças americanas em um confronto em 18 de junho na divisa entre a Síria e o Iraque, disse nesta segunda feira um porta-voz do governo de Damasco.O anúncio, divulgado pela agência oficial síria Sana, disse que os guardas foram conduzidos ao lado sírio da fronteira e em seguida levados a um hospital para tratamento. O porta-voz, que não quis se identificar, não especificou quando nem onde a devolução ocorreu.No domingo, o chanceler sírio, Farouk al-Sharaa, havia dito que Damasco queria evitar uma escalada nas tensões com os EUA e por isso estava tentando obter de volta os guardas através de gestões diplomáticas. A Síria foi um forte opositor da invasão americana no Iraque, enquanto funcionários americanos chegaram a acusar Damasco de ter dado abrigo a funcionários do derrubado regime em Bagdá e de ter enviado armas para as forças de Saddam Hussein - acusações que a Síria rejeita. ?Este tema atraiu a atenção da mídia mais do que merecia?, disse al-Sharaa na entrevista de domingo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.