EUA discutirão programa nuclear do Irã

A administração de Barack Obama informou hoje que vai participar diretamente de um grupo de conversação sobre o suposto programa nuclear iraniano, o que representa uma nova mudança em relação às política do ex-presidente George W. Bush. O porta-voz do Departamento de Estado, Robert Wood, disse que os Estados Unidos estarão na mesa de conversações "de agora em diante" assim que os alto diplomatas dos cinco países que são membros permanente do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) e a Alemanha reunirem-se com funcionários iranianos para discutir a questão nuclear. A administração Bush geralmente evitava tais reuniões.

AE-AP, Agencia Estado

08 de abril de 2009 | 16h09

Wood disse que a decisão foi comunicada a representantes da Grã-Bretanha, China, França, Alemanha e Rússia pelo diplomata de terceiro escalão William Burns, durante uma reunião hoje em Londres. O grupo anunciou mais cedo que vai convidar o Irã para participar de uma nova sessão de conversações com o objetivo de quebrar o congelamento das negociações. "Os Estados Unidos estão comprometidos com o processo das seis potências. O que é diferente agora é que os Estados Unidos vão se unir às discussões do grupo com o Irã a partir de agora", disse Wood. Ele disse que Washington espera que o Irã compareça.

"Se o Irã aceitar, esperamos que esta seja a ocasião para engajar seriamente o Irã sobre como superar o impasse dos últimos anos e trabalhar de uma maneira colaborativa para resolver as preocupações internacionais sobre o programa nuclear", disse ele. "Qualquer avanço será o resultado de esforços coletivos de todas as partes, incluindo o Irã. Se o Irã aceitar o convite, ansiamos por este compromisso", disse Wood.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAIrãprograma nuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.