EUA dizem estar 'decepcionados' com Netanyahu

O governo americano manifestou decepção com a decisão de Israel de não prorrogar o congelamento em novas construções nos assentamentos na Cisjordânia, encerrado domingo, após dez meses. O presidente Barack Obama tinha pedido a Israel que estendesse a moratória. Apesar da atitude israelense, os EUA decidiram canalizar os esforços para impedir que a Autoridade Palestina abandone as negociações de paz. "Estamos decepcionados (com Israel), mas seguiremos conversando com todas as partes para saber quais são as implicações da decisão israelense", disse o porta-voz do Departamento de Estado P.J. Crowley. Ele anunciou ainda que o enviado especial dos EUA para o Oriente Médio, George Mitchell, seguirá para a região esta semana para se reunir com autoridades israelenses e palestinas.

Gustavo Chacra CORRESPONDENTE / NOVA YORK, O Estado de S.Paulo

28 de setembro de 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.