EUA dizem que acordo 'restaura soberania' iraquiana

O embaixador norte-americano em Bagdá, Ryan Crocker, defendeu hoje um acordo de segurança que permitiria ao Exército dos Estados Unidos permanecer no Iraque por mais três anos ao dizer que o pacto "restaura plenamente" a soberania iraquiana. Crocker fez a declaração, aparentemente destinada a políticos iraquianos contrários ao acordo, no lançamento de um programa de US$ 14 milhões para ajudar o Iraque a preservar seu patrimônio histórico.O diplomata americano insistiu que o acordo permitirá aos soldados americanos ajudarem as forças iraquianas de segurança, mas "apenas temporariamente". O acordo tem sido alvo de críticas desde a divulgação de um esboço do documento, na semana passada. Políticos iraquianos queixam-se que a proposta fere a soberania iraquiana no que se refere a questões de jurisdição da justiça sobre soldados americanos por atos cometidos durante folgas no exterior das bases militares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.