EUA dizem que veto europeu na Otan no caso turco é "vergonhoso"

O secretário de Defesa dos EUA Donald Rumsfeld, criticou duramente a intenção manifestada por Bélgica, França e Alemanha de bloquear o envio à Turquia de equipamentos de defesa da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). "É vergonhoso. Na minha visão é algo verdadeiramente vergonhoso", disse Rumsfeld. "A Turquia é um aliado. Um aliado que está arriscando tudo. Como se pode negar-lhe ajuda?. Ele aproveitou o caso para pressionar os europeus por um apoio ao ataque militar contra o Iraque. "Causa-me surpresa que a Europa, que é tão sensível aos direitos humanos em todas as partes do mundo, não demonstre a mesma sensibilidade sobre as contínuas violações que o regime de Saddam Hussein vem perpetrando", disse Rumsfeld.Na mesma linha, o secretário de Estado norte-americano, Colin Powell, afirmou que a resistência de alguns países europeus em reforçar a defesa da Turquia é "indesculpável". A Bélgica anunciou hoje que vai usar seu poder de veto na Otan para impedir o deslocamento de aviões, peças de bateria antiaérea e unidades especializadas em guerra química para a Turquia - que se dispõe a permitir que os EUA utilizem suas bases no país para lançar um ataque ao Iraque.O argumento dos europeus para impedir o deslocamento é o de que o reforço da defesa da Turquia não ajudaria no esforço diplomático para evitar uma guerra.Rumsfeld disse em entrevista ao jornal italiano La Repubblica que os EUA fornecerão o equipamento necessário para que a Turquia não fique vulnerável a um ataque iraquiano.O ministro de Relações Exteriores da Bélgica, Louis Michel, acusou os EUA de tentarem impor a seus aliados europeus uma relação de "empregado e chefe". "Sempre há a possibilidade de se evitar a guerra", disse Michel. "O poder de bloquear (o envio do equipamento da Otan) nos dá o poder de não aceitar a lógica de guerra que não estamos dispostos a aceitar".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.