EUA dizem ter matado 600 rebeldes em Faluja

Cerca de 600 rebeldes foram mortos desde o início, na noite de segunda-feira, da batalha de Faluja, dizem militares americanos. Essa estimativa compreende uma proporção substancial do total de guerrilheiros presentes na cidade, número que segundo os americanos estaria entre 1.200 e 3.000. Autoridades, falando na condição de que seus nomes não sejam revelados, dizem que a estimativa de mortalidade ainda é grosseira, e deverá mudar conforme corpos chegam aos hospitais e necrotérios. O número divulgado leva em conta os combatentes mortos durante confronto direto com tropas, bem como as vítimas de bombardeios que destruíram prédios e refúgios de rebeldes. Os militares dizem não ter informação sobre o número de baixas civis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.