EUA dizem ter matado filho de Bin Laden

Autoridades americanas anunciaram ontem que Saad bin Laden, um dos filhos do terrorista Osama bin Laden, pode ter morrido há meses num bombardeio lançado contra o Paquistão. Saad passou anos sob prisão domiciliar no Irã, mas conseguiu escapar sob circunstâncias obscuras, entre o fim do ano passado e o início deste ano. Ele estaria colaborando com rebeldes paquistaneses quando foi atacado, de acordo com fontes do serviço de inteligência americano. "Informações preliminares apontam para a morte dele, mas não é 100% certo", disse uma fonte anônima.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.