Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Ann Wang / Reuters
Ann Wang / Reuters

EUA doam 2,5 milhões de vacinas a Taiwan; ação deve aumentar tensão com Pequim

Total de doses é o triplo do prometido por uma delegação de senadores americanos que esteve na ilha no começo do mês

Redação, O Estado de S.Paulo

19 de junho de 2021 | 13h26

WASHINGTON - Os Estados Unidos anunciaram neste sábado, 19, que enviaram 2,5 milhões de vacinas contra a covid-19 a Taiwan, que vive um aumento de casos após uma boa administração da pandemia. A doação deve causar uma tensão ainda maior na relação da Casa Branca com Pequim

"Nossa doação de 2,5 milhões de doses de vacinas está a caminho de Taiwan, cuja parceria sanitária com os Estados Unidos salvou vidas aqui e em todo o mundo", anunciou no Twitter o porta-voz da diplomacia americana, Ned Price

O total de doses é o triplo do prometido por uma delegação de senadores americanos que visitou a ilha no início deste mês.

O governo de Taiwan, que não integra Organização Mundial da Saúde (OMS), foi elogiado por autoridades de outros países pela eficácia de sua resposta inicial à pandemia, com poucos casos no ano passado.

No entanto, agora, a ilha de 23 milhões de habitantes enfrenta um grande surto do vírus e acusa a China de dificultar seus esforços para obter vacinas.  A média móvel de mortos começou a subir no começo do mês, passando de 2, em 2 de junho, para 28, no dia 10. Até agora, 518 pessoas morreram de covid-19 na ilha desde o começo da pandemia - 13.771 casos da doença foram notificados.

Os Estados Unidos ainda são o aliado mais poderoso de Taiwan e seu principal provedor de armas. Pequim reivindica Taiwan como uma de suas províncias e tenta manter a ilha isolada diplomaticamente. / AFP e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.