Pablo Martinez Monsivais/AP
Pablo Martinez Monsivais/AP

EUA e Afeganistão discutem retirada de tropas norte-americanas

Presidentes se reúnem e devem abordar as eleições afegãs de 2014 e avanço nas negociações de paz com Taleban

AE, Agência Estado

11 de janeiro de 2013 | 12h41

WASHINGTON - O presidente Barack Obama discute a direção a ser tomada para o fim da guerra no Afeganistão com o presidente afegão Hamid Karzai em uma reunião na Casa Branca. O futuro do papel dos Estados Unidos e dos 66 mil soldados norte-americanos também é abordado no encontro.

Os dois líderes agendaram uma coletiva de imprensa para a tarde desta sexta-feira, 11, mas fontes da Casa Branca disseram que Obama não anunciará nenhuma decisão sobre a próxima fase da retirada das tropas ou se parte das forças norte-americanas ficarão em território afegão depois que a guerra acabar formalmente em 2014.

Os comandantes dos EUA no Afeganistão propuseram manter 6 mil dos 15 mil soldados depois de 2014 para continuar a caça a terroristas e treinar as forças de segurança do país. Mas a Casa Branca, que tende ser favorável à redução do número de militares, diz que Obama está aberto a retirar todas as forças norte-americanas do Afeganistão.

"Os Estados Unidos não têm um objetivo herdado de manter um número 'x' de tropas no Afeganistão", disse Ben Rhodes, conselheiro adjunto de segurança nacional da Casa Branca. "Nós temos como objetivo nos certificarmos de que não haja um refúgio seguro para a Al-Qaeda no Afeganistão e assegurar a estabilidade do governo afegão."

Obama e Karzai também devem discutir o preparo das eleições afegãs do próximo ano e as perspectivas para avançar nas negociações de paz com o Taleban.

As informações são da Associated Press

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.