EUA e China fazem acordo para cooperação

O presidente dos EUA, Barack Obama, e o primeiro-ministro da China, Wen Jiabao, concordaram em cooperar em questões de segurança e economia, fazendo uma mudança positiva nas relações às vezes impacientes entre as duas potências econômicas mundiais.

AE, Agência Estado

20 de novembro de 2012 | 10h34

Em um encontro entre eles durante a cúpula asiática realizada na capital do Camboja, Obama disse a Wen que é importante para Washington e Pequim "cooperar para construir um futuro mais seguro e próspero para a região Ásia-Pacífico e para o mundo", de acordo com uma transcrição da Casa Branca sobre as declarações feitas pelos dois líderes antes de entrarem para uma reunião fechada.

Obama elogiou a "abordagem cooperativa e construtiva" dos dois países e afirmou que eles precisam "trabalhar para estabelecer regras claras para o caminho internacional do comércio e do investimento". Wen respondeu dizendo que relações estáveis entre China e EUA são "importantes para a paz, a estabilidade e a prosperidade na região Ásia-Pacífico e no mundo".

Nas declarações públicas os líderes não tocaram em assuntos sensíveis, como a pressão dos EUA para que a China valorize o yuan ou as disputas territoriais no Mar do Sul da China, que colocaram a China contra o Japão e outras nações representadas na cúpula asiática. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAChinaacordo cooperação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.