AP/Jeff Chiu
AP/Jeff Chiu

EUA e Coreia do Sul retomarão exercícios militares na península coreana em abril

Pentágono afirmou que a Coreia do Norte foi notificada sobre a retomada das atividades e de sua natureza 'defensiva'

O Estado de S.Paulo

20 Março 2018 | 02h14
Atualizado 20 Março 2018 | 13h08

WASHINGTON - O Departamento de Defesa dos EUA, o Pentágono, disse nesta terça-feira, 20, que vai retomar no dia 1.º de abril os exercícios militares com a Coreia do Sul na Península da Coreia, em um movimento que pode atrapalhar os planos de uma reunião entre o presidente americano, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un.

+ Kim Jong-un 'deu sua palavra' para desnuclearização, diz governo sul-coreano

+ EUA e Coreia do Sul terão menos manobras militares

Em um breve comunicado, o Pentágono disse que o Secretário de Defesa americano, Jim Mattis, e seu contraparte sul-coreano, Song Young-moo, concordaram em seguir com as manobras militares, Foal Eagle e Key Resolve. As duas geralmente começam entre o fim de fevereiro e início de março, com duração de dois meses, mas foram suspensas durante os Jogos de Inverno de PyeongChang. 

+ Chanceler norte-coreano viaja à Suécia, cuja embaixada em Pyongyang representa interesses americanos

O Pentágono informou ainda que a Coreia do Norte foi notificada sobre a retomada dos exercícios e de sua natureza "defensiva". O evento esportivo serviu para que Seul e Pyongyang, tecnicamente ainda em guerra, trocassem emissários, o que levou ao anúncio de duas importantes reuniões nas quais discutirão a possível desnuclearização do regime norte-coreano. / EFE e AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.