EUA e Europa exigem que Irã não produza armas atômicas

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, e líderes europeus exortaram o Irã a manter seu compromisso de não fabricar armas nucleares, e concordaram que tanto os EUA quanto seus aliados devem tomar medidas mais severas para combater o terrorismo. ?Tanto os Estados Unidos quanto a União Européia sofrem a ameaça do terrorismo global e estamos determinados a derrotá-lo?, disse Bush, durante entrevista coletiva ao lado de líderes da UE.Bush disse ainda que as duas partes concordaram em medidas para acelerar a extradição de terroristas e cortar o financiamento de organizações terroristas. Também concordaram em combater o tráfico de armas químicas e biológicas.A delegação européia inclui o primeiro-ministro da Grécia, Costas Simitis, cujo país exerce atualmente a presidente da UE; Romano Prodi, presidente da Comissão Européia; e o coordenador de relações internacionais Javier Solana. A guerra dos EUA contra o Iraque afastou a administração Bush de muitos de seus aliados tradicionais na Europa, mas ?as diferenças vêm diminuindo?, disse Prodi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.