EUA e Grã-Bretanha aceleram transição do poder no Iraque

A administração Bush pretende acelerar a transição do poder no Iraque e considera propostas que incluem a realização de algum tipo de eleição nos próximos seis meses, diz o Washington Post, citando fontes do governo norte-americano. Nesta manhã, o ministro das Relações Exteriores da Grã-Bretanha, Jack Straw, afirmou que seu país "quer entregar o poder ao povo iraquiano assim que possível", informou a agência Dow Jones. Em entrevista à rádio BBC, em Londres, Straw afirmou que o "poder pode ser devolvido antes do esperado". Ele acrescentou que como coalizão, as responsabilidades de manutenção da segurança serão cumpridas. O Washington Post informa que uma segunda reunião entre o presidente dos EUA, George W. Bush, e o administrador civil norte-americano no Iraque, Paul Bremer, está prevista para esta quarta-feira. Ontem, Bremer saiu de Bagdá, após um atentado contra um quartel-general dos EUA, para encontrar-se com Bush.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.