EUA e Grã-Bretanha atacaram radares iraquianos

Aviões militares dos EUA e do Reino Unido bombardearam dois radares móveis da defesa antiaérea do Iraque ontem. O anúncio foi feito hoje pelo Comando Central norte-americano. "O ataque aconteceu depois de forças iraquianas moverem os radares para a ´zona de exclusão aérea´ meridional", diz o comunicado dos EUA. A ação aconteceu na região de Al Amarah, 240 km a sudeste de Bagdá, ontem às 15h30 locais (9h30 em Brasília). Este foi o terceiro ataque aéreo da coalizão anti-Iraque desde o começo de 2003. Na sexta-feira foi bombardeada uma instalação de comunicações da defesa iraquiana perto de An Nasiriah; no sábado, instalações de comunicações foram atacadas na região de Al Amarah. No domingo, aviões norte-americanos lançaram na região de Al Amarah panfletos contendo as freqüências das emissões de rádio de propaganda anti-Saddam Hussein, feitas pelos EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.