EUA e OEA pedem respeito à legalidade na Bolívia

A comunidade internacional deve dar seu total apoio ao respeito à ordem constitucional na Bolívia, declarou a conselheira de segurança nacional da Casa Branca, Condoleezza Rice. Por sua vez, o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), César Gaviria, disse que "qualquer governo surgido de forma antidemocrática é absolutamente inaceitável para as Américas".Falando de Washington durante conferência via satélite com a Sociedade Interamericana de Imprensa, Rice disse que "nós, a OEA e a comunidade internacional devemos dar nosso apoio total ao respeito da ordem constitucional na Bolívia". Segundo ela, a meta deve ser a busca de uma "solução pacífica" para o conflito que colocou em risco a estabilidade institucional.Numa reação parecida, Gaviria repudiou "energicamente os atos violentos" na Bolívia e fez um apelo urgente "às forças de oposição para que o trâmite de suas diferenças com o governo se realize sem o uso de violência". Gaviria, que ao meio-dia discursou na abertura da assembléia da Sociedade Interamericana de Imprensa, retornou urgentemente a Washington para participar de uma reunião na sede da OEA para analisar o caso boliviano, segundo teria dito a assessores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.