EUA e Paquistão investigam se líder do Taleban foi morto

Se confirmada, a morte de Mehsud será um grande impulso aos esforços contra rede terrorista Al-Qaeda

AE-AP,

06 de agosto de 2009 | 20h05

Autoridades dos Estados Unidos e do Paquistão estão investigando relatos de que o líder do grupo fundamentalista Taleban no Paquistão, Baitullah Mehsud, foi morto por um ataque americano de míssil, disseram funcionários de ambos os países já na sexta-feira, horário local no Paquistão.

 

Veja também:

link Ataque dos EUA matou mulher de líder taleban do Paquistão

 

Se confirmada, a morte de Mehsud será um grande impulso aos esforços do EUA e do Paquistão para derrotar o Taleban e a rede terrorista Al-Qaeda.

 

Acredita-se que Mehsud seja o responsável por ter maquinado dezenas de atentados suicidas, decapitações e assassinatos no Paquistão. Ele é aliado da Al-Qaeda e é suspeito de ter planejado o atentado que matou a ex-primeira-ministra do Paquistão, Benazir Bhutto.

 

Na quarta-feira, a casa do sogro de Mehsud foi atacada por um míssil americano disparado de um avião teleguiado. Uma das duas mulheres de Mehsud foi morta no ataque, mas o Taleban paquistanês disse que ele não estava na casa e escapou.

 

Os governos americanos e paquistanês agora investigam se ele morreu no ataque ou pouco depois, a partir de informações locais que dizem que ele faleceu.

 

"Nós estamos recebendo relatos e investigamos", disse o porta-voz do Exército do Paquistão, o major general Athar Abbas. Ele pediu cautela e afirmou que a morte de Mehsud não está confirmada. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.