Itsuo Inouye/AP - 13.12.2009
Itsuo Inouye/AP - 13.12.2009

EUA e Rússia elogiam Coreia do Norte por retomar negociações

Enviado americano ressalta que data para retomar conversas sobre programa nuclear não foi definida ainda

Efe,

14 de dezembro de 2009 | 10h51

Os Estados Unidos e a Rússia comemoraram nesta segunda-feira, 14, a vontade expressada pela Coreia do Norte de voltar a negociar a renúncia a seu programa nuclear junto com Estados Unidos, China, Rússia, Coreia do Sul e Japão.

"Incentiva-nos o fato de que a Coreia do Norte esteja disposta a retomar o mais rápido possível as negociações a seis lados", disse, em entrevista coletiva, em Moscou, o enviado especial americano Stephen Bosworth, que visitou Pyongyang na semana passada.

O negociador russo, Alexei Borodavkin, elogiou também o interesse da direção norte-coreana no processo de conversas a seis lados e qualificou de "sinceras e de confiança" as consultas realizadas com Bosworth por ocasião da viagem deste a Pyongyang.

Bosworth, que também visitou Seul, Pequim e Tóquio, ressaltou também que as partes ainda não definiram uma data para retomar a negociação multilateral, que a Coreia do Norte suspendeu em abril, após a condenação internacional ao teste com um foguete de longo alcance.

VEJA TAMBÉM:
especial Cronologia : A ameaça nuclear norte-coreana
especial Especial: As origens do impasse norte-coreano

O diplomata americano afirmou que os EUA não se propõem, por enquanto, a continuar as negociações bilaterais diretas com a Coreia do Norte.

"A resposta é 'não'. Decidimos que continuaremos nossos contatos com a Coreia do Norte através de alguns canais que temos na (sede da) ONU em Nova York", disse.

Bosworth afirmou também que os EUA, assim como os outros participantes das negociações, quer assinar um acordo de paz com a Coreia do Norte, mas lembrou que uma condição imprescindível para isso é a desnuclearização da península coreana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.