Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

EUA e Rússia reduzirão arsenal nuclear em quase 30%

O pacto nuclear a ser assinado em 8 de abril pelos presidentes dos Estados Unidos, Barack Obama, e da Rússia, Dmitry Medvedev, reduzirá em quase 30% os arsenais que cada lado poderá deter. Pelo acordo a ser ratificado em Praga no início de abril, EUA e Rússia se comprometerão a reduzir de 2.200 para 1.550 o número total de ogivas, lançadores e outros equipamentos, estejam eles armazenados e prontos para uso.

AE, Agência Estado

26 de março de 2010 | 15h37

A data e o local da assinatura do pacto nuclear foram anunciados pela Casa Branca depois de uma conversa telefônica mantida por Obama e Medvedev na manhã desta sexta-feira. "Os presidentes concordaram que o novo tratado demonstra a continuidade do comprometimento dos Estados Unidos e da Rússia - as duas maiores potências nucleares do mundo - com uma redução de seus arsenais consistente com as obrigações estabelecidas pelo Tratado de Não Proliferação Nuclear (TNP)", informou a Casa Branca por meio de nota.

"Tais ações revigoram nossos esforços mútuos para fortalecer o regime internacional de não proliferação e convencer outros países a ajudarem a conter a proliferação", prosseguiu o texto.

O novo Tratado de Redução de Armamentos Nucleares Estratégicos substituirá o Start-1, assinado em 1991 e que expirou em dezembro. O acordo será assinado em Praga, cidade onde, no ano passado, Obama fez discurso no qual expôs sua visão de um mundo livre de armas nucleares. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUARússianucleararsenalredução

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.