EUA e Turquia ainda sem acordo sobre preço da guerra

Os Estados Unidos e a Turquia ainda estão separados por bilhões de dólares de distância na discussão de um pacote de ajuda destinado a garantir o apoio turco a uma possível invasão dos EUA ao Iraque. O pacote visa a proteger a economia turca dos custos da guerra, divulgou o jornal The Washington Post.O diário escreveu que depois de um dia de negociações, uma autoridade turca afirmou que houvera "uma pequeno avanço, mas não o suficiente para satisfazer a Turquia".Participaram da negociação, pelo lado americano, o secretário de Estado Colin Powell e o subsecretário do Tesouro John Taylor e, pelo turco, o chanceler Yasar Yakis e a ministra da Economia, Ali Babacan.A expectativa é de que o presidente George W. Bush se encontre com as duas autoridades turcas na noite desta sexta-feira.O jornal, citando oficiais americanos não identificados, escreveu que a Turquia irá certamente receber uma ajuda financeira dos EUA, mas a questão era quanto, e de que forma. Uma autoridade do Departamento de Estado disse que Yakis e sua equipe "querem dinheiro, tanto quanto possam conseguir".A mídia e funcionários turcos têm citado números que vão de US$ 14 bilhões a US$ 25 bilhões - quantias que os americanos descartam.O Post escreveu que funcionários dos EUA acreditam que se possa chegar a um acordo antes que os oficiais turcos partam, no sábado, de Washington."Existe uma diferença, mas achamos que fizemos uma oferta justa", disse um funcionário. "Um dos argumentos que apresentamos é que um Iraque que seja normal, democrático e economicamente viável será de tremendo benefício para eles. Sim, pode haver algum tipo de desafio para a economia turca no curto prazo, mas no longo prazo a Turquia será muito beneficiada".A Turquia, que tem uma fronteira de 338 km com o Iraque, ainda não concordou que tropas dos EUA usem suas instalações no caso de uma guerra. Parlamentares turcos devem votar na próxima semana sobre se permitirão que milhares de soldados dos EUA sejam estacionados em seu território e possam invadir o Iraque no caso de guerra.A população turca, majoritariamente muçulmana, é contrária a uma guerra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.