EUA: energia eólica representará 6% em 2020

Os Estados Unidos poderão ter cerca de 6% do total de energia produzido no país em 2020 pela força do vento, a chamada energia eólica. A informação foi dada hoje pela Associação Americana de Energia Eólica.Este ano será o de maior investimento no setor em toda a história do país. A associação espera que a produção aumente cerca de 1.500 megawatts a 2 mil megawatts no ano de 2001. O recorde anterior é do ano de 1999, quando foram adicionados 732 megawatts MW à geração. A expectativa é de que em 2020 este tipo de energia chegue a 100 mil MW.Para atingir esta meta, porém, a associação pressiona o governo e pede para que a sociedade faça o mesmo. De acordo com o relatório divulgado pela associação, os interesses políticos são muito grandes e evidentes. O próprio presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, mudou o comportamento em relação ao assunto quando foi eleito.Quando era governador do Estado do Texas, Bush queria que a produção de energia renovável aumentasse em proporções muito maiores do que o que defende hoje. Ele chegou a implantar programas de desenvolvimento e pesquisa em seu Estado que hoje são considerados modelos para a associação. Além disso, o Partido Republicano faz lobby no Congresso para que este aumento seja mais lento.A geração de energia através do vento e do sol representam somente 2% do total produzido nos Estados Unidos hoje. Nos últimos 20 anos o país investiu cerca de US$ 20 bilhões em desenvolvimento e pesquisa de energias renováveis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.