EUA enviam aviões a Uganda para busca por Kony

Os Estados Unidos enviarão aviões militares e aumentarão o número de forças de operações especiais para a Uganda a fim de ajudar na busca pelo líder fugitivo africano Joseph Kony.

AE, Agência Estado

24 de março de 2014 | 12h57

A Casa Branca confirmou nesta segunda-feira que os EUA estão enviando "um número limitado" de aeronaves CV-22 Osprey, aviões de reabastecimento e "pessoal de apoio associado" para ajudar as forças locais na sua longa batalha contra o Exército de Resistência do Senhor (LRA, na sigla em inglês), liderado por Kony. O presidente dos EUA, Barack Obama, já havia enviado cerca de 100 soldados para ajudar as forças africanas em 2011.

A porta-voz do Conselho de Segurança Nacional dos EUA Caitlin Hayden disse hoje que o apoio adicional permitiria à União Africana "conduzir operações direcionadas para prender o restante dos combatentes do LRA". "Nossos parceiros africanos têm consistentemente identificado o transporte aéreo como um dos seus maiores fatores limitantes na busca e perseguição aos líderes do LRA remanescentes através de uma ampla faixa em uma das regiões mais pobres, menos reguladas e mais remotas do mundo", disse Caitlin.

As aeronaves ficarão em base da Uganda, mas serão usadas em áreas de influência do LRA na República Centro-Africana, no Congo e no Sudão do Sul para apoiar a força-tarefa regional da União Africana, disse Hayden. O LRA é acusado pelas Nações Unidas (ONU) e por grupos de direitos humanos de matar e mutilar civis e sequestrar milhares de crianças, forçando-as a ser soldados e escravos sexuais. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Ugandakonymilitaresbuscaeuaaviões

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.