Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

EUA enviarão mais 2,2 mil policiais militares a Bagdá

O secretário da Defesa dos Estados Unidos, Robert Gates, aprovou um pedido para um contingente extra de 2,2 mil policiais militares para reforçar o esquema de segurança em vigor na capital do Iraque, Bagdá.Gates disse no Congresso americano que o envio seria adicional aos quase 24 mil soldados e pessoal de apoio aprovado pelo presidente dos Estados Unidos, George W. Bush.As forças adicionais vão ajudar a lidar com o aumento esperado de detenções durante a operação especial de segurança que está em andamento em Bagdá para conter a violência na capital iraquiana.O pedido para apoio extra foi feito pelo mais alto comandante militar dos Estados Unidos no Iraque, general David Petraeus, que assumiu a posição no país no mês passado, em antecipação à nova operação.´Sinais positivos´Gates afirmou ainda que não ficou surpreso pelos insurgentes sunitas terem lançado mais ataques nos últimos dias."Eu acho que nós esperávamos que haveria um aumento da violência no curto prazo" assim que o reforço da segurança começasse a se fazer sentir, disse ele, acrescentando que há outros "sinais preliminares muito positivos" de que o plano de segurança está funcionando.A nova ofensiva envolve forças do Iraque e dos Estados Unidos. Milhares de seus integrantes já estão em ação, buscando militantes e armas ilegais em Bagdá, de acordo com oficiais militares.Petraeus está supervisionando o envio de mais soldados americanos por causa do fracasso, até agora, das unidades iraquianas em lidar com violência sectária.A decisão causou tensão em Washington, de acordo com o correspondente da BBC, James Westhead.Os políticos democratas já tentaram, sem sucesso, bloquear o que encaram como uma escalada da guerra no Iraque e isto só vai aumentar o debate no Congresso, já tenso, afirmou Westhead.

Agencia Estado,

08 de março de 2007 | 13h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.