AFP
AFP

EUA enviarão militares para treinar rebeldes sírios contra o EI

Envio de 400 soldados faz parte de plano do governo americano para combater o grupo extremista 

O Estado de S. Paulo

16 de janeiro de 2015 | 10h13


WASHINGTON - Os Estados Unidos enviarão 400 militares para treinar rebeldes moderados sírios que combatem o grupo Estado Islâmico (EI) no segundo trimestre deste ano. O porta-voz do Pentágono, major James Brindle, confirmou na manhã desta sexta-feira, 16, o projeto de envio das tropas.

O site Defense One havia divulgado o plano na quinta-feira.

No mês passado, o presidente americano, Barack Obama, sancionou uma lei de política de Defesa que endossa seu plano de combater os militantes do EI, que inclui ataques aéreos e o treinamento de iraquianos e rebeldes moderados sírios.

A lei autoriza o treinamento e o fornecimento de equipamentos para os rebeldes sírios que combatem os extremistas há dois anos, além do fornecimento de US$ 5 bilhões para treinar iraquianos que lutam contra os militantes, que tomaram partes dos territórios iraquiano e sírio. /DOW JONES

Tudo o que sabemos sobre:
EUASíriaEstado Islâmico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.