EUA enviarão outros 2.700 soldados às Filipinas

Os Estados Unidos enviarão outros 2.700 soldados às Filipinas para realizar exercícios militares conjuntos com a finalidade de melhorar a capacidade de defesa e a habilidade deste país do Sudeste da Ásia, para que possa participar de missões de paz das Nações Unidas, informaram hoje oficiais americanos.As novas tropas se juntarão aos 600 soldados americanos já presentes em território filipino, que começaram a chegar ao sul do país em janeiro deste ano para seis meses de treinamentos contra o terrorismo.O novo exercício terá início no domingo na ilha de Luzon, ao norte do arquipélago. As manobras militares serão realizadas por três semanas e envolverão forças dos EUA baseadas no Havaí e em Okinawa, Japão. As Filipinas estarão enviando 2.900 soldados, 20 aviões e quatro navios.Esta será a 17ª vez que EUA e Filipinas realizam exercícios conjuntos desde 1981, quando foi assinado o Tratado de Defesa Mútua entre Washington e sua ex-colônia.Alguns soldados no sul das Filipinas estão em perigo devido às atividades dos extremistas do grupo islâmico Abu Sayyaf, que vem mantendo um casal de missionários americanos e um filipino como reféns por mais de 10 meses.No norte do país, o perigo potencial vem dos rebeldes comunistas, que ameaçaram atacar qualquer soldado americano que se aventurar em sua área de operações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.