EUA enviarão soldados para a Polônia para exercícios militares

Cerca de 600 homens participarão das manobras; países bálticos também receberão soldados

O Estado de S. Paulo,

22 de abril de 2014 | 14h57

(Atualizada às 16h15) WASHINGTON - Os Estados Unidos vão enviar cerca de 600 soldados para a Polônia e países bálticos para realização de exercícios militares, informou nesta terça-feira, 22, o Pentágono, de acordo com a agência France Presse.

Uma equipe de 150 soldados do Exército americano sediada na Itália chegará na Polônia nesta quarta e outros 450 homens serão enviados para Estônia, Lituânia e Letônia nos próximos dias. Segundo o porta-voz do Pentágono John Kirby, uma série de manobras militares "ocorrerão nos próximos meses".

A ação mostra o compromisso de Washington com os aliados da Otan enquanto há atritos com a Rússia pela crise ucraniana. O deslocamento das tropas "é uma mostra do nosso compromisso com nossas obrigações em questão de segurança na Europa e uma mensagem a Moscou de que levamos muito a sério nossas obrigações", disse Kirby.

O deslocamento das tropas não tem data definida para terminar. Kirby afirmou que os soldados que viajarão esta semana ficarão nas regiões por um mês e depois serão substituídos por outros soldados americanos. "Até quando vai? Não posso dar uma data limite ou um cronograma específico, mas estamos tentando manter a presença rotativa até o fim do ano."

Este é o último esforço dos EUA para aliviar as preocupações dos aliados da Otan no leste europeu, onde a intervenção russa tem causado preocupação.

Desde o início da crise ucraniana, o Pentágono enviou 12 aviões de caça F-16 e equipes de apoio à Polônia. Kirby disse não poder descartar a possibilidade de os exercícios militares se estenderem a outros países da Otan na região./ EFE

Tudo o que sabemos sobre:
crise na UcrâniaEUAPolônia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.