Susan Walsh/AP
Susan Walsh/AP

EUA estão chocados e de luto por ataque no Arizona, diz Obama

Atirador matou juiz federal e mais cinco pessoas, além de ferir deputada democrata, no sábado

estadão.com.br,

10 de janeiro de 2011 | 19h14

WASHINGTON - O presidente americano, Barack Obama, disse nesta segunda-feira, 10, que o país ainda está em choque e em luto após um atirador matar seis pessoas e deixar 11 feridas em Tucson, no Arizona, no sábado. No ataque, um juiz federal morreu e a deputada democrata Gabrielle Giffords ficou seriamente ferida.

Veja também:

linkAtentado faz Congresso adiar votações

linkAtirador tinha discurso contra o governo

linkDeputada baleada já consegue se comunicar

"A reação ao tiroteio mostra o melhor da América", disse Obama EM Washington , durante visita do presidente francês, Nicolas Sarkozy.

De acordo com a Casa Branca, Obama telefonou para o marido de Gabrielle, Mark Kelly, e para a família de Christina Taylor Green, a criança de nove anos morta no tiroteio. O presidente também manteve conversas telefônicas com os senadores do Arizona, Jon Kyl e John McCain.

Antes da reunião com Sarkozy, Obama fez um minuto de silêncio ao lado de sua esposa Michelle, nos jardins da Casa Branca, em homenagem às vítimas.

Com AP

Tudo o que sabemos sobre:
EUABarack Obamaatentado no Arizona

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.