EUA estão despreparados para ataque terrorista

Os Estados Unidos continuam "perigosamente despreparados" para lidar com outro grande ataque terrorista, afirmou um relatório preparado por acadêmicos, líderes empresariais e ex-funcionários do alto escalão do governo. "Ao que tudo indica, o novo ataque vai resultar em um número ainda maior de vítimas e transtornos maiores para a vida e a economia dos EUA" do que os ataques de 11 de setembro, afirmou a força-tarefa presidida pelos ex-senadores Gary Hart e Warren Rudman. O relatório foi divulgado ontem à noite.O documento vem à tona uma semana depois que o diretor da CIA, George Tenet, advertiu que a rede al-Qaeda, de Osama bin Laden, deve lançar em breve um novo ataque contra os EUA, e que a situação atual é semelhante à que existia antes dos ataques de 11 de setembro. Anteriormente, Tenet havia dito que um ataque terrorista seria mais provável se os EUA lançassem uma ação militar contra o Iraque.Tendo em vista que um ano se passou sem que houvesse um grande ataque terrorista contra os EUA, diz o relatório, "já há indícios de que os norte-americanos estão demonstrando uma tendência para a complacência". Segundo o relatório, poucos navios, caminhões e trens que entram diariamente nos EUA têm sido objeto de vistoria. O pessoal de emergência não é preparado para ataques químicos ou biológicos. As refinarias de petróleo e as linhas de distribuição de energia podem ser sabotadas. As polícias locais e estaduais ainda não têm acesso às listas de terroristas do Departamento de Estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.