EUA estendem lei contra armas a prova de detectores

O Senado dos Estados Unidos decidiu nesta segunda-feira estender por 10 manos a proibição das armas que não podem ser identificadas por detectores de metais, mas não conseguiu reunir apoio suficiente para atualizar o projeto de lei que trata sobre os novos riscos de armas 3D.

AE, Agência Estado

10 de dezembro de 2013 | 06h05

A lei 1.988, que torna ilegal a fabricação, a venda ou o porte de armas que não podem ser identificadas por detectores de metal, foi prorrogada por uma década. O Senado aprovou a extensão por unanimidade. Na semana passada, a Câmara também aprovou a prorrogação.

No início da noite, os democratas tentaram atualizar o projeto de lei para impedir os riscos emergentes das armas 3D. A iniciativa não conseguiu apoio suficiente.

Sob a lei atual, os fabricantes de armas devem incluir uma certa quantidade de metal, mesmo que seja desnecessário para o funcionamento da arma. O metal pode ser removido para que a arma não seja identificada em postos de controle de segurança, que estão em prédios do governo, escolas e aeroportos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
eualeiarmas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.