EUA estudam maior participação estrangeira nas cias. aéreas

O governo federal dos Estados Unidos, impulsionado pela desesperadora condição financeira do setor aéreo, está estudando permitir que empresas estrangeiras adquiram uma fatia maior das companhias aéreas norte-americanas, segundo informações do The Washington Times.O vice-secretário dos Transportes, Michael Jackson, esteve reunido no mês passado com um representante da União Européia (UE) para discutir questões de aviação internacional, inclusive condições para maior participação estrangeira nas companhias aéreas dos EUA.O The Washington Times diz que embora autoridades do departamento de Transportes afirmem que estão abertos para essa idéia, é necessária a autorização do Congresso para alterar as regras. As empresas estrangeiras atualmente podem deter não mais do que 25% das ações com direito a voto das companhias aéreas norte-americanas e não mais que 49% em ações sem direito a voto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.