EUA: exército não vê sinais de retirada de tropas russas

O Exército dos Estados Unidos informou que tem monitorado o movimento pelas forças russas ao longo da fronteira com a Ucrânia, mas que não tem provas ainda de que os militares russos estão se preparando para deixar as suas posições.

AE, Agência Estado

21 Maio 2014 | 14h45

"É impossível, nesta fase inicial, dizer se esse movimento que estamos vendo é simplesmente mais do mesmo ou se estes são preparativos para uma retirada mais ampla", disse o porta-voz do Pentágono, coronel Steve Warren. "É simplesmente muito cedo pra dizer."

Por outro lado, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, reiterou nesta quarta-feira sua afirmação anterior de que ele ordenou as tropas russas para se retirarem-se da fronteira. Ele disse que a retirada foi destinada a criar "condições favoráveis para o voto presidencial e o fim da especulação da Ucrânia" sobre as intenções de Moscou.

Putin também disse que "se as potências ocidentais não viram ainda as tropas se moverem, elas deveriam olhar com mais atenção". Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
EUA Rússia Ucrânia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.