EUA exigem explicação de Caracas por incidente diplomático

Os Estados Unidos exigiram, nesta sexta-feira, 25, explicações "imediatas" à Venezuela após a apreensão de carga diplomática americana por militares venezuelanos."Pedimos explicações imediatas sobre o incidente", disse Erik Watnik, porta-voz do Departamento de Estado americano.Segundo Watnik, as autoridades venezuelanas abriram, registraram e expropriaram uma "carga que havia chegado a bordo de um avião militar americano C17 ao aeroporto Maiquetía, em Caracas", na noite de quinta-feira".O porta-voz afirmou que "os funcionários americanos haviam seguido os regulamentos exigidos e apresentado a documentação necessária para a carga".O procurador-geral da Venezuela, Isaias Rodríguez, afirmou que a bagagem expropriada continha equipamento militar e ameaçou entrar com um processo contra os funcionários americanos por evasão de regulamentos e controles.O ministro do Interior da Venezuela, Jesse Chacón, acusou a embaixada dos EUA de "violar a Convenção de Viena", ao "contrabandear" ao país uma série de utensílios, entre eles possível material bélico não identificado.Watnik negou as acusações."As autoridades venezuelanas tinham liberado os veículos que transportavam a carga para deixar o aeroporto. De repente, e sem nenhuma explicação, a permissão foi revogada", afirmou Watnik.O porta-voz acrescentou que a carga confiscada contém artigos pessoais de um diplomata americano, assim como produtos de supermercado para a embaixada dos EUA em Caracas.Segundo o funcionário do Departamento de Estado, o comportamento do Governo da Venezuela violou a Convenção de Viena.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.