EUA exigem que palestinos reprimam terroristas

O secretário de Estado Colin Powell exortou o líder palestino Mahmoud Abbas a agir com maior rapidez na repressão a grupos terroristas. "Queremos que ele use aquela limitada capacidade que dispõe da forma mais efetiva possível", explicou. Numa entrevista exclusiva à Associated Press, minutos depois de ter telefonado para Abbas e para o primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, Powell prometeu que "vamos continuar caminhando em direção à paz".E, segundo ele, o roteiro para a paz apoiado pelos EUA continua intacto, apesar das constantes explosões de violência, e os dois líderes continuam comprometidos com o processo. Mas, adiantou Powell, "todos nós podemos nos unir e colocar pressão sobre o Hamas, a Jihad Islâmica e outras organizações responsáveis por esse tipo de terror".Powell elogiou Sharon por desmantelar postos avançados de assentamentos judaicos na Cisjordânia, e por ter dado outros passos na implementação do roteiro para a paz. Sobre Abbas, que Israel acusa de não ter agido diretamente contra os grupos terroristas palestinos, Powell afirmou: "Acredito que ele pode fazer mais. Ele disse que iria fazer mais".Por telefone, Powell enfatizou ao líder palestino que "esperamos que ele tome passos mais agressivos", apesar de alguns problemas políticos que enfrenta. O secretário disse que está considerando a possibilidade de promover discussões em Israel e com os palestinos na Cisjordânia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.