EUA expandem ataques aéreos contra Estado Islâmico

Os Estados Unidos anunciaram a expansão dos ataques aéreos na província de Anbar, dominada pelos sunitas e um forte reduto do Estado Islâmico no Iraque.

Estadão Conteúdo

19 de outubro de 2014 | 20h14

Aviões de guerra norte-americanos atingiram uma barreira construída próximo à barragem de Fallujah que, segundo os militares, vinha sendo utilizada pelos militantes do Estado Islâmico para inundar as cercanias próximas ao leste de Fallujah. Os oficiais disseram que o acostamento é um alvo militar legítimo porque era usado para inundar canais e controlar o fornecimento de água.

Ao todo, as forças aéreas miraram 10 alvos no Iraque e conduziram 13 ataques na Síria entre ontem e hoje. Os ataques aéreos na Síria foram realizados com aviões de guerra da Arábia Saudita e dos Emirados Árabes Unidos.

Durante o final de semana, os ataques feitos pelos Estados Unidos e sua coalizão se intensificaram. Com o ataque à barragem e a outras refinarias de petróleo, os militares atingiram mais e variados alvos no Iraque e na Síria.

Onze das ofensivas na Síria ocorreram próximas a Kobani, local dos mais intensos conflitos com militantes do Estado Islâmico nas últimas semanas. O Comando Central dos Estados Unidos disse que esses ataques atingiram 20 posições de guerra do Estado Islâmico, cinco veículos do grupo e duas construções utilizada pelos militantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.