EUA fazem guerra psicológica, diz jornal do filho de Saddam

Os EUA lançaram uma "guerra psicológica" para convencer a opinião pública internacional sobre a necessidade de promover uma ofensiva militar contra o Iraque. É o que afirma hoje um editorial de primeira página de um jornal iraquiano de grande tiragem, o Babel, dirigido pelo filho mais velho do presidente Saddam Hussein, Uday. Segundo o jornal, os EUA "concentram seus esforços em repetir continuamente suas agressivas intenções contra o Iraque a fim de preparar as mentes e as pessoas para aceitá-las". O jornal afirma que o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush está preparando uma ação militar contra o território iraquiano, após ter constatado o fracasso de suas tentativas de "destruir o Iraque e sua unidade nacional" - uma referência à Guerra do Golfo de 1991. E adverte: "estas desesperadas tentativas fracassarão como fracassaram no passado".Diversos analistas concordam com o fato de que Bush - que recentemente incluiu o Iraque em um "eixo do mal" ao lado do Irã e da Coréia do Sul - poderia decidir mais cedo ou mais tarde um ataque militar contra o Iraque para obrigá-lo a aceitar o reinício das inspeções da ONU nos supostos arsenais de armas de destruição em massa.Sobre este tema fala também hoje o jornal Al-Thawra, órgão do partido Baath, no poder, dizendo que "os EUA sabem muito bem que o Iraque não dispõe de armas de destruição maciça e querem o retorno dos inspetores da ONU só para espionarem as medidas de segurança nacional iraquianas e criarem pretextos para novas agressões contra o Iraque com cobertura das Nações Unidas".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.