EUA: ferido em desabamento de prédio morre em Miami

Um homem que foi retirado vivo dos escombros de um prédio garagem em Miami Dade (Flórida, EUA), na manhã desta quinta-feira, morreu por causa dos ferimentos, elevando a três o total de óbitos no desastre, informou a polícia de Miami. Uma pessoa ainda está desaparecida. O prédio de cinco andares, que estava em construção na universidade de Miami Dade, desabou na noite de quarta-feira. Pelo menos sete trabalhadores foram levados com ferimentos ao hospital. O homem que morreu, ainda não identificado, ficou 13 horas preso nos escombros e os bombeiros chegaram a ele após ouvirem seus gritos.

AE, Agência Estado

11 de outubro de 2012 | 19h17

A polícia de Miami Dade identificou os dois homens mortos como José Calderón e Carlos Hurtado de Mendoza. Um trabalhador ainda está desaparecido e as autoridades esperam encontrar pelo menos mais um corpo nas ruínas, disse o chefe assistente do Corpo de Bombeiros de Miami Dade, David Downey.

As autoridades agora investigam as causas do desabamento do prédio, que deveria ficar pronto em fevereiro de 2013 e funcionaria ao lado da Universidade de Miami Dade, que tem oito mil estudantes. Uma sala de aula e escritórios deveriam funcionar no primeiro andar do prédio, enquanto outros andares teriam garagens.

As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAFlóridaMiamidesabamentoMiami Dade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.