EUA: general pede que filme anti Islã não seja promovido

O general Martin Dempsey, chefe do Estado-Maior conjunto das Forças Armadas dos Estados Unidos, pediu nesta quarta-feira ao pastor Terry Jones, um pregador anti islâmico da Flórida, que pare de promover o filme "Inocência dos Muçulmanos", supostamente feito por um homem que se identificou como Sam Bacile, que vive na Califórnia. Considerado ofensivo ao Islã, o filme ridiculariza o profeta Maomé e levou a uma onda de protestos no Egito e Norte da África. Os protestos culminaram na noite de terça-feira com a destruição do consulado dos EUA em Benghazi, na qual foram mortos quatro diplomatas norte-americanos, entre eles o embaixador dos EUA na Líbia Christopher Stevens. Uma porta-voz da igreja de Jones disse que o filme não será exibido na noite desta quarta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.