EUA: Genro de Bin Laden declara-se inocente

Sulaiman Abu Ghaith, genro do líder da rede extremista Al-Qaeda Osama bin Laden, declarou-se hoje inocente da acusação de conspirar para assassinar cidadãos norte-americanos em sua função de porta-voz do grupo.

AE, Agência Estado

08 de março de 2013 | 12h45

A declaração de inocência foi apresentada hoje por um advogado de Abu Ghaith perante um tribunal federal norte-americano em Nova York.

Promotores disseram que Abu Ghaith enalteceu os atentados de 11 de setembro de 2001 contra os Estados Unidos e afirmou que haverá mais ataques.

Autoridades norte-americanas anunciaram ontem que Abu Ghaith, um cidadão kuwaitiano, foi capturado na Jordânia na semana passada.

O governo do presidente Barack Obama tem procurado processar supostos membros da Al-Qaeda em tribunais civis, ao invés de recorrer à justiça militar.

Apesar disso, a oposição republicana tenta evitar que suspeitos de terrorismo sejam levados para dentro do país, ainda que para responder criminalmente. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUABin Ladengenro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.